sábado, 1 de setembro de 2012

O Diário de Renesmee IV: Capítulo 7 - Parte I


'O Diário de Renesmee IV' é a continuação da fanfic ‘O Diário de Renesmee’ 'O Diário de Renesmee II e III', e não tem nenhuma ligação com as mini fanfics ‘Tudo o que você sempre quis saber da Família Cullen’ ‘Emmett ensina travessuras a Nessie’.

É indicado que antes de ler esta fanfic você já tenha lido 'O Diário de Renesmee I''O Diário de Renesmee II' e 'O Diário de Renesmee III'.

Sobre os erros de português : Pedimos desculpas pelos erros de português que encontrarem na fanfic e fazemos o máximo possível para arrumar esses erros. Porém, como ninguém é perfeito, pode ser que ainda tenha alguns erros na fanfic.

Sobre ser lançado um livro com a fanfic: A fanfic é baseada na história da Stephenie Meyer e os direitos autorais são todos dela. Não podemos lançar um livro com a fanfic e não temos intenção nenhuma de fazer isso.

Sobre os capítulos : Os capítulos serão postados por semana, e qualquer imprevisto avisaremos nas redes sociais.

Abraços,
Anielle, Melissa e Dhayane.


Capítulo 7
Aliados
Narrado por Renesmee




Depois da tempestade, sempre vem o arco-íris. E foi exatamente assim que aconteceu. Quer dizer, depois da prisão de Marcus por roubo e invasão da nossa casa, tivemos que aguentar Dona Abigail chorando e os vizinhos fofocando por toda a parte. Minha família providenciou fechaduras mais resistentes e até mesmo alarmes em toda a parte da casa, e também nos vigiavam através de suas casas – que eram perto o suficiente para ouvir algum arrombamento. 

Jacob e eu continuamos nossa rotina, normalmente, e a única coisa que mudou foi visitas inesperadas da minha família durante o dia. É claro que a maior parte do tempo eu passava com Jacob, como um casal, mas não dispensava a companhia de minha mãe e minha tia Alice. Era legal ter companhias femininas em casa, para conversar algumas coisas que Jake nunca entenderia. 

Quanto ao meu pai, o lado protetor dele depois do roubo tornou-se gigantesco. Ele fazia questão de acompanhar meus horários de ida e vinda da faculdade, e não podíamos nos atrasar que ele fazia questão de nos ligar para saber se estava tudo bem. De primeira, eu até entendi, pois ele era pai e estava preocupado, mas depois eu o fiz entender que a situação estava ficando exagerada. 

- Pai, eu até entendo a sua preocupação, mas não é necessário. Eu e Jacob estamos muito bem. – Conversei com ele na sala, um dia desses, a sós. 

- Nessie... – Ele tentou argumentar, mas eu não o deixei terminar. 

- Olha, eu prometo que tudo ficará bem. Sabe, pai, às vezes, parece que você quer que alguma coisa aconteça. Parece que não aceita que está tudo bem comigo. 

Essa era a sensação que eu tinha. Talvez depois de tantos anos com a minha mãe em perigo, meu pai poderia ter se acostumado. 

- Não, de maneira alguma. – Ele franziu a testa. – Eu prometo parar com isso, mas não vou deixar de me preocupar. Preocuparei-me de longe, sem você saber. Combinado? 

Ele me abraçou e eu retribuí. Não era nada legal ter um pai que ouve pensamentos e ainda é super protetor, mas eu o amava, mesmo assim. 




- Eu não consigo entender! Eu desisto! – Gritei comigo mesma, sentada na mesa da cozinha. Hoje é quinta-feira, e minha primeira prova na faculdade seria amanhã, e eu estava quase pirando. 

- Você está cansada, Nessie. – Jake acariciou minha mão, enquanto eu resmungava sobre a matéria. – Descanse e depois podemos estudar mais. 

Jacob estava estudando comigo desde tarde. Já eram oito da noite, e eu não tinha terminado todo o conteúdo. Levantei da mesa e fui tomar um banho, eu estava irritada demais para assimilar qualquer coisa agora. 

Talvez Jacob tivesse razão sobre descansar. Estudos em excesso não fazem bem para ninguém, nem para uma híbrida como eu. 

De banho tomado e cabeça cheia, eu deitei na cama. Apaguei totalmente. 



Depois de doze horas de sono, eu acordei. Minha cabeça latejava um pouco, e eu estava nervosa para a prova. Fiz minha higiene matinal, e Jacob tentou me acalmar. 

- Você é inteligente e vai se dar super bem na prova de hoje. – Ele disse, me abraçando. 

- Eu não sou, Jacob. Vou me dar mal, é tudo muito difícil. 

- Calma, meu amor. Vai dar tudo certo. 

Eu odiava quando eu estava nervosa e alguém – seja lá quem for – me dizia que ia dar tudo certo. Eu odiava porque, na maioria das vezes, a pessoa tinha razão. 

Já na faculdade, segui para a minha sala, bufando de nervoso. Fui a primeira a entrar e separei minhas canetas para fazer a prova. Ao invés de revisar tudo o que eu havia estudado, deixei minha mente limpa e relaxei. Quando a professora entregou a prova, eu fiz todos os exercícios e fui uma das últimas a entregar. 



- Como foi a prova? – Seth perguntou, no intervalo, enquanto comíamos um sanduíche de queijo. 

- Foi boa, melhor do que eu esperava. – Respondi. 

Jacob se juntou a nós, e logo depois, Melissa. Tyler deixou seu grupo de amigo para vir nos cumprimentar. 

- Olá, pessoal. É uma pena que hoje não há espaço na nossa mesa para vocês. – Ele lamentou. 

Tyler lamentava, mas eu agradecia. Eu estava com sede esses dias, e Tyler tinha um cheiro muito, muito bom. 

- Tudo bem, Tyler. – Seth respondeu, amigável. 

- É, tudo bem, cara. – Jacob confirmou. 

Desde o acontecido com Marcus, Tyler era o mesmo de sempre. Todos na faculdade ficaram sabendo o que aconteceu, mas parecia que esses também tinham consciência que Tyler era o oposto de Marcus, então não houve tantos problemas. 

Jacob nos contou que tinha ido mal na prova, quando Tyler foi embora. Eu disse que talvez não, mas ele insistiu e disse que não estava indo muito bem nos cálculos. Eu acariciei a mão dele e repeti o que ele havia me dito mais cedo, tudo vai dar certo. 



O final de semana chegou, e os nossos planos eram fugir da cidade e viajar para os lagos de Minnesota. Primeiramente, só eu e Jacob iríamos. Mas Jake decidiu chamar Seth e Melissa, e eu sabia que não iria ser tão legal assim. Melissa e eu não éramos amigas, e eu já ouvi dizer que para as amizades entre casais darem certo, as mulheres precisam amigas. Ao contrário disso, não rola. 

Eu estava fazendo minha mala com a ajuda de Alice, quando Rosalie e minha mãe entraram no meu quarto comentando algumas coisas. 

- Então, quer dizer que essa viagem é somente para os jovens? – Rosalie provocou. 

- Não. – Respondi, enquanto guardava algumas roupas. – Seth e Melissa só irão porque Jacob os convidou. 

- Ah, é? Porque não disse a Jacob que não queria que eles fossem? – Alice perguntou. 

- Não é que eu não quero, mas todos sabem o quanto eu sou amiga de Melissa. – Comentei, irônica. 

- Não se preocupe, querida. Vocês não precisam passar todo o tempo juntas. – Minha mãe tentou tranquilizar as coisas, mas mal eu que iríamos ficar juntas três horas em um carro. 





- É só empurrar, Jacob. – Seth disse, enquanto eu estava ao volante. 

Sim, o carro novinho em folha de Jacob havia atolado na lama de uma estrada vazia. Que droga! 

Jacob e Seth estavam tentando empurrar o carro, e eu pisava no acelerador. Tudo em vão, já que o carro continuava no mesmo lugar. Melissa até sugeriu usar sua força, mas Seth que ela iria se sujar, então ela continuou dentro do carro. 

Depois de algum tempo, eu estava bufando. 

- Acho melhor pedir para algum dos Cullen vir nos socorrer. – Seth disse. 

Jacob já tateava o celular no bolso, quando eu dei um grito. 

- Não! – Gritei. – Não, não e não! Vamos resolver isto sozinhos. Nada de ligar para a minha família! 

- Por que, Ness? – Jacob perguntou. – Eles vão nos ajudar, precisamos tirar o carro daqui. 

- Nessie, qual é! Se resolvermos isso sozinhos, vamos ficar aqui até de noite. – Seth disse. 

Eu saí do carro, pisei naquela lama nojenta, e tentei empurrar o carro eu mesma. Não estava fazendo muita diferença, já que o carro nem se mexia. Eu me senti inútil, mas ainda sim não queria chamar ninguém de minha família. Eu queria provar a todos que poderia resolver as coisas sem a ajuda de meu pai e de minha mãe. 

- E você, hein? Vai ficar parada? – Eu bati no vidro da parte de trás do carro, onde Melissa estava sentada. – Está com medo da lama? 

Ela saiu rapidamente do carro, e veio para cima de mim, me encurralando. 

- Cala a boca, pirralha. Vou tirar o carro atolado da lama, sozinha. E você pode muito bem deixar de ser orgulhosa e pedir a ajuda da grande família que você tem. 

Melissa sumiu do nosso campo de visão, indo em direção a alguma mata que tinha ali por perto. Jacob e Seth continuavam por perto, me encarando. O que eles queriam que eu fizesse? Eu não iria, de maneira alguma, ligar para minha família. 

- O que foi? – Eu perguntei. 

- Você cutucou a onça com vara curta. – Jacob comentou, e riu acompanhado de Seth. 



Quando Melissa voltou, não voltou sozinha. Ela tinha dois pedaços de madeira em suas mãos, e pediu para que Seth colocasse embaixo dos pneus do carro. Ela também ordenou que eu e Jacob empurrássemos o carro, enquanto ela acelerava. 

O carro saiu da lama, facilmente, e ela deu um sorrisinho falso para mim. Eu me senti ainda mais inútil. 


Continuamos a viagem, com uma híbrida, uma vampira e dois lobos sujos de lama dentro de um carro, ótimo!

Nota: Olá leitores, sabemos que a fanfic ficou parada por um tempo, mas esse tempo foi necessário para a organização e planejamento dos próximos capítulos.
O próximo capítulo não irá demorar!

Abraços e comentem o que acharam!

7 comentários:

  1. Muito bom!
    O próximo capitulo já tem data marcada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Essa semana ainda :)

      Excluir
  2. Mateus Sanches na Bagaça! Super super da hora esse capítulo, vocês estão muito melhores do que no começo, suas lindas! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk *-* gostei muito do capítulo( a única coisa que eu achei estranho foi o "cutucar a onça com vara curta" que é uma expressão brasileira demais, o resto está ótimo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mateus *--*

      Sim, a expressão é brasileira e nossa fanfic também HSUASHAUSA Demos um toque brasileiro na fanfic :)

      Parte II deste capítulo sairá essa semana, fique ligado! Você já curtiu nossa página no facebook ou nos adicionou no orkut? Sempre que sai capítulo novo nós avisamos pelas redes sociais!

      Abraços!

      Excluir
    2. VERDADE! A página do facebook! Eu preciso curtí-la! kkkkkkkkkkkkk

      Mateus

      Excluir
  3. Uau!!! gente ta showwww esse capitulo,estou anciosa pra ler o proximo!!!
    A demora valeu! espero que de tudo certo essa semana pra vcs,poderem colocar o novo capitulo!

    Beijos queridas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Denise!

      Já está dando tudo certo :D

      Abraços!

      Excluir

Pedimos que comentem suas opiniões, críticas e ideias com o devido respeito, ou seja, sem palavras obscenas ou grosseiras. Caso contrário, seu comentário será deletado.

Sintam-se a vontade para perguntar e tirar suas dúvidas sobre qualquer postagem do blog. Se quiser que uma resposta de volta, deixe seu e-mail. Abraços!