quarta-feira, 26 de março de 2014

O Diário de Renesmee IV: Capítulo 17 - Parte I

O Diário de Renesmee IV' é a continuação da fanfic ‘O Diário de Renesmee’ 'O Diário de Renesmee II e III', e não tem nenhuma ligação com as mini fanfics ‘Tudo o que você sempre quis saber da Família Cullen’ ‘Emmett ensina travessuras a Nessie’.


É indicado que antes de ler esta fanfic você já tenha lido 'O Diário de Renesmee I''O Diário de Renesmee II' e 'O Diário de Renesmee III'.

Sobre os erros de português : Pedimos desculpas pelos erros de português que encontrarem na fanfic e fazemos o máximo possível para arrumar esses erros. Porém, como ninguém é perfeito, pode ser que ainda tenha alguns erros na fanfic.

Sobre ser lançado um livro com a fanfic: A fanfic é baseada na história da Stephenie Meyer e os direitos autorais são todos dela. Não podemos lançar um livro com a fanfic e não temos intenção nenhuma de fazer isso.

Sobre os capítulos : Os capítulos serão postados por semana, e qualquer imprevisto avisaremos nas redes sociais.

Abraços,
Anielle, Melissa e Dhayane.


Capítulo 17
Tudo pode acontecer
Narrado por Renesmee



Clique aqui se quiser relembrar o último capítulo



As coisas só pioraram desde que Carlisle chegou. Ele e meus pais chegaram. É claro que alguns lobos ficaram contrariados por ter vampiros na Reserva, mas era o único jeito de me examinarem e descobrirem o que eu tinha.

Jacob ficou assustado com a notícia. Ele ainda não superou. O que era para ser uma descoberta fantástica, havia tornado o nosso relacionamento pior...

Nunca pensei que veria Jacob transtornado. Billy e o resto da matilha surtaram com isto. Eu não sabia se a palavra surtar era boa ou ruim.



- Oi, vô. Oi, mãe. Oi, pai. - Cumprimentei alegre todos. Eles iriam ficar na casa de Jacob, pois Billy se ofereceu para hospedá-los. Eu sabia que isso poderia causar-lhes algum constrangimento, mas era melhor que eles ficassem por perto caso eu desmaiasse outra vez.

Eles chegaram a noite, então o check-up iria ficar para amanhã. Ufa!

- Como você está? - Minha mãe sentou-se na cama comigo e pegou as minhas mãos geladas. Ela disse que passaria a noite no meu quarto.

- Não muito bem. Não sei o que está acontecendo.

Ela arqueou as sobrancelhas como se dissesse “sabemos sim, Nessie, mas você não quer admitir”. 

- Seu avô vai tirar algumas amostras de seu sangue e vai te examinar. É melhor você dizer a ele sobre as suas suspeitas.

Minha mãe não lia mentes... Ou será que lia?



Meu avô fez os procedimentos básicos. E tirou um pouco do meu sangue, colocando-o num vidrinho. Eu odiei tudo aquilo. Ele me perguntou umas duas vezes se eu queria compartilhar alguma coisa – qualquer coisa. Eu respondi que não. Ele era médico e poderia descobrir sozinho.

Eu parei de passar mal no segundo dia. Na verdade, eu estava com o estômago tremendo, mas era de medo. O que Jacob diria se eu estivesse realmente... Não, eu não estou. Jacob enlouqueceria. E eu também. Nosso casamento está um mar de confusões e isto só pioraria a situação.

Quando parei de fingir que estava dormindo e me sentei na cama, Jacob veio checar se eu estava bem e me perguntou o que eu queria comer. Ultimamente, só conversávamos esse tipo de coisa: o eu quero comer, o que eu quero fazer, se eu preciso de ajuda para alguma coisa. Eu me levantei e fui tomar banho, e Jacob disse:

- Seu avô e sua mãe querem falar com você. Portanto, se apresse.

Jacob nunca tinha pedido para que eu tomasse banho rápido, pois eu era uma pessoa rápida. Meu coração disparou e eu quis desmaiar no banho para evitar o que quer que estivesse vindo.



De cabelos molhados e pijama (meu uniforme oficial para ficar de cama), meu avô e minha mãe entraram e se entreolharam.

- Oi, querida Nessie. - Meu avô sentou-se ao pé da cama. - Nós queremos conversar com você.

- Tu-tudo bem. - Gaguejei um pouco e eles perceberam que eu estava nervosa.

- Então, você já sabe que fizemos os seus exames numa clínica de um velho amigo meu. Pedi sigilo a ele e apaguei seus resultados do computador, pode ficar tranquila.

- Uhum. - Respondi.

- Você sabe que é diferente em alguns aspectos dos humanos, mas ainda sim há muitas semelhanças e uma delas é a sua capacidade...

- Carlisle. - Minha mãe interrompeu. - Vamos logo ou Renesmee vai ter uma parada cardíaca.

Eu engoli, tentando aparentar doente o suficiente para terminar essa conversa.

- Eu estou, não estou? - Perguntei.

- Sim, Nessie, vou ser vovó.

Eu comecei a chorar instantaneamente. Minha mãe me abraçou e meu avô dizia algumas coisas que eu não entendia. Jacob vai morrer, eu vou morrer, os Volturi vão vir atrás da gente. De novo. Minha família pode morrer também. Eu vou matar todos. Todos que eu amo.



Chorei horas seguidas e pedi para minha mãe me deixar sozinha. Ela estava feliz com a notícia, mas eu não. Não que eu estivesse triste por ter um bebê, porém sabia que haveriam mais consequências do que felicidade vindo.

Minha saúde não estava muito bem e dentre as coisas que meu avô me disse hoje eu ouvi a palavra “anemia” e “pneumonia”. Minha mãe confirmou que eu estava me sentindo mal por conta disso. 

Ela também tinha me explicado que precisou enganar meu pai para conversar comigo e com meu avô sozinha hoje. Ela disse que pediu pra ele ir buscar o meu exame, quando este já estava com meu avô, e que ele e ela iriam caçar depois disso, então ele não voltaria para a casa de Jacob e Billy. Prometeu também que enrolaria-o bastante para que eu pudesse clarear minha mente porque eu tinha que contar para os dois: Jacob e meu pai. E os dois surtariam, claro. 

Meu avô continuou cuidando de mim, enquanto Jacob não chegava. Jacob estava ausente frequentemente e eu entendia que ele estava com medo de levar uma surra dos meus pais... Ah, se fosse tão simples assim!

Ouvi uns barulhos e meu avô falando com alguém. Jacob havia chegado. Ele tomou um banho e foi para o meu quarto vestindo somente uma bermuda. Ele não tinha colocado pijamas, o que me dizia que pretendia passar a noite fora com seus amiguinhos.

- Tudo bem com você?

- Tudo. - Respondi a ele, tentando não chorar.

- Seu avô me disse que precisamos conversar.

- Uhum. - Eu estava fazendo muito esse som. Talvez porque eu não queria responder ninguém.

- Seus exames já saíram?

- Já. - Bocejei e esperava que ele saísse do quarto para que eu dormisse.

- E aí?

- Estou doente, Jake. - Chorei por dizer aquelas palavras em voz alta.

A face de Jacob se transformou rigidamente em tristeza e aflição. Talvez ele estivesse pensando que eu fosse morrer. Se ele soubesse que não era a doença que causaria a minha morte, e consequentemente a dele, não estaria preocupado.

- Você sabe se é grave?

- Não sei. Estou anêmica e com pneumonia.

- Ah. - Ele pareceu ficar mais aliviado. - Pensei que fosse algo mais... Grave.

- E é grave, Jacob. Muitas pessoas morrem disso. - Respondi.

- Mas você é forte e vai se curar. - Ele sentou na cama. - Temos certeza disso.

- Tomara. - Dei um sorisso. - Jacob, eu...

- O que? - Ele sorriu.

- Me desculpa por tudo. - Droga! Não era isso que eu queria dizer a ele.

- Não precisa pedir desculpa, Nessie. Vamos ficar bem.

- Não, não vamos. - Chorei de novo, desta vez as lágrimas não pararam.

- É claro que vamos. Você precisa acreditar.

- Não, Jacob, você não entende!

- O que eu não entendo, Nessie? Você precisa acreditar mais nas coisas. Existe uma solução para tudo.

- Não, não existe. 

- Para de ser boba! - Ele levantou da cama e andou até a porta.

- Jacob, preciso dizer. - Ele não recuou e continuou andando, quando sua mão alcançou a maçaneta da porta, eu respirei e disse:

- Jacob, eu estou grávida.




Assim eu eu finalmente disse o que estava acontecendo para Jacob, não esperava que meu pai tivesse chegado em casa. E ouvido.

Meu pai abriu a porta e esta esbarrou em Jacob, fazendo ele levar um grande empurrão. 

- Pai! - Coloquei a mão na boca, sem saber o que dizer. Minha mãe estava atrás dele, preparada para agir caso ele decidisse matar alguém.

- O QUE ESTÁ ACONTECENDO? - Meu pai gritou e eu chorei mais uma vez. Ele estava tão decepcionado comigo!

- Não estou decepcionado com você, Renesmee. - Ele respondeu aos meus pensamentos, vendo que eu estava abalada demais.

- Edward, fique calmo. Está tudo bem, não adianta surtar.

Ele passou a mão pelos cabelos e virou-se para encarar minha mãe. 

- Você sabia esse tempo todo?

- Não. Eu só desconfiava. - Ela respondeu a ele.

- E escondeu de mim? - Ele estava chateado com ela.

- Eu só tive certeza hoje de manhã. E Renesmee iria contar para você hoje. Se eu contasse, você ia reagir assim. 

- E como eu deveria reagir? - Ele perguntou, irônico.

- Edward, vai ficar tudo bem.

Minha mãe o tirou do quarto, arrastando-o para fora da casa. Eu sabia que ele ficaria chateado, mas eu não escondi nada dele. Minha mãe adivinhou sozinha porque ela também tinha passado por isto.

Jacob continuava no mesmo lugar, me encarando. Eu abaixei a cabeça porque não conseguia olhar nos olhos dele. Ele estava raivoso, triste, agoniado... Nem sei mais descrever o que ele estava aparentando. Não que eu esperasse que ele ficasse contente com a notícia, mas reagir mal não iria solucionar nada.



- Jake? - Fui até ele e encostei no seu braço. Talvez alguma dor o despertaria.

- Renesmee... - Ele suspirou meu nome.

- Você está bem?

Ele demorou um pouco para responder. Sua respiração estava arfante e seus músculos rígidos.

- Eu não sei.

- Olha, eu... Me desculpa. Não sei o que aconteceu. Sempre evitei que isto acontecesse, você sabe, eu...

- Preciso de um tempo sozinho. Tenho que ir.

Jacob virou as costas pra mim. Eu fiquei assistindo-o ir embora como se fosse uma cena horrível de um filme. Passei a mão na minha barriga, pela primeira vez desde que soube da gravidez, e prometi que tudo ficaria bem, mesmo sem ter a certeza disso.



                                                         Atenção!
Se você ainda não curtiu a nossa página no Facebook, curta aqui. E caso queira ser notificado quando postarmos um novo capítulo, siga a imagem abaixo e clique em 'Obter Notificações'.



Seu comentário é muito importante para nós, deixe sua opinião!

8 comentários:

  1. Sabia que ela tava gravida.so achei q o Jake ia reagir um pouco melhor a isso.Quando sai o próximo????????????????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos ver a reação do Jake nos próximos capítulos!

      Não temos uma data para o próximo, infelizmente. Beijos

      Excluir
  2. Eu adoro a fanfic...mais acho estranho o fato da Gravidez ! :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Karina.

      Bom, vamos ver o que acontece no decorrer da fanfic e como vai ser explicado. A Nessie é metade humana :)
      Beijos

      Excluir
  3. Quando sai o próximo ? Espero que tudo se resolva,e que o próximo capitulo saia logo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não temos uma data para o próximo, infelizmente. Beijos

      Excluir
  4. Ei vocs ñ vão mais postar ñ? to esperando a dias!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também estou esperando há dias tempo para escrever :(

      Espero que você compreenda! Beijos

      Excluir

Pedimos que comentem suas opiniões, críticas e ideias com o devido respeito, ou seja, sem palavras obscenas ou grosseiras. Caso contrário, seu comentário será deletado.

Sintam-se a vontade para perguntar e tirar suas dúvidas sobre qualquer postagem do blog. Se quiser que uma resposta de volta, deixe seu e-mail. Abraços!